Vai passar pela imigração nos EUA? Atenção com suas redes sociais

Vai passar pela imigração nos EUA? Atenção com suas redes sociais

Compartilhar

Desde o dia 20 de janeiro, brasileiros que planejam visitar os Estados Unidos devem ficar mais atentos às regras para concessão de vistos nos Consulados Americanos no Brasil. Em 2016, o índice de reprovação de novos vistos expedidos subiu de 5,36% para mais de 15%. Em 2014, o índice era de 3,2%.

As informações são da Folha de SP.

Devido ao endurecimento das exigências do governo de Trump, tanto ao solicitar o visto americano quanto no setor de imigração dentro dos aeroportos, os brasileiros que pretendem viajar aos Estados Unidos deverão ficar atentos às novas regras.

imigração

Saiba o que mudou para tirar o visto americano

Segundo a Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, a partir de agora, cidadãos brasileiros que já têm o visto americano e desejam renová-lo na mesma categoria deverão passar por nova entrevista. Antes, a renovação era feita sem a necessidade de entrevista se o pedido fosse feito até 48 meses após a expiração. Agora, o prazo foi reduzido para apenas 12 meses.

Com as novas regras, somente quem tem menos de 14 anos ou mais de 79 será dispensado da entrevista. Antes, a entrevista não era necessária para jovens entre 14 e 15 anos e idosos acima de 66 anos. Vale lembrar que a isenção se dá apenas para entrevista, ainda sendo necessária a solicitação de visto americano para entrar no país.

Imigração – Fique atento se você está planejando se mudar para os EUA

O visto americano não é garantia de entrada no país. Ao passar pela imigração, as autoridades americanas poderão fazer perguntas mais aprofundadas, como, por exemplo, onde o viajante vai se hospedar, por quanto tempo ficará no país, qual é a quantia de dinheiro que está sendo levada, e, em alguns casos, poderão até checar malas, celulares, computadores, documentos e redes sociais.

Por isso, tome cuidado com suas atividades no Facebook e outras redes! Posts relacionados à mudança de país, grupos sobre imigração ou qualquer outro tipo de conteúdo que transpareça a intenção de viver nos Estados Unidos podem acabar com suas chances de entrar no país.

Segundo autoridades americanas, crença ou posicionamento político não interferirão no processo de aceitação no país. A checagem de informações mais específicas é de puro cunho investigatório, de forma que o governo se assegure de que o viajante terá condições financeiras de bancar sua estadia e de que não pretende ficar ilegalmente no país.

Caso a entrada nos Estados Unidos seja negada, o cidadão brasileiro será encaminhado de volta para o Brasil no primeiro voo com lugar disponível, ainda que só haja disponibilidade em classe executiva ou primeira classe. Dinheiro e cartões de crédito do viajante poderão ser usados para arcar com o valor da passagem.

A Embaixada brasileira em Washington DC, bem como os Consulados, não tem poder para interferir na decisão dos oficiais de imigração. Caso a situação seja um pouco mais complicada, como no caso de prisão, o cidadão brasileiro tem o direito de entrar em contato com as autoridades brasileiras locais, bem como de permanecer calado e solicitar um advogado para representá-lo.

 


Imagem: Olivier Douliery/Abaca Press/TNS

Fontes:

https://noticias.uol.com.br/internacional/ultimas-noticias/2017/01/31/decreto-de-trump-dificulta-a-emissao-de-visto-para-turistas-brasileiros-veja-o-que-mudou.htm

http://www1.folha.uol.com.br/mundo/2016/11/1834330-recusa-de-vistos-dos-estados-unidos-a-brasileiros-deve-triplicar-em-2016.shtml

Veja também