Como começar a empreender nos EUA? · Despachante55 - Renovação de Passaporte, Apostilamento, Assinatura digital nos Estados UnidosDespachante55 – Renovação de Passaporte, Apostilamento, Assinatura digital nos Estados Unidos

Como começar a empreender nos EUA?

Muitos brasileiros têm o sonho de empreender nos Estados Unidos, por diversos motivos. Contudo abrir uma empresa nos EUA é bem diferente do que no Brasil e no mercado norte-americano você é imigrante, ou seja, algumas coisas são diferentes entre você e os nativos.

Desse modo, já pode preparar o passaporte, endereço fixo com telefone nos Estados Unidos e uma conta bancária americana para dar início ao processo de abertura da sua empresa.

E a boa notícia é que você não precisa estar fisicamente no país para fazer a solicitação, todo o processo pode ser feito online.

Nesse sentido, para te ajudar a empreender nos EUA, abaixo separamos as principais dicas, pois o processo de abertura de uma empresa, em si, é simples. Mas é importante tomar cuidado com alguns detalhes. 

Boa leitura

Como abrir uma empresa nos EUA?

Bom, antes de começar, de fato a empreender nos Estados Unidos, é necessário cuidar de algumas burocracias do país e do mercado também. Abaixo, separamos as principais dicas. Confira!

1- Procure ajuda especializada

Se você realmente quer empreender nos Estados Unidos e ter sucesso, o primeiro passo é procurar programas especializados de apoio à imigração. Pois, empreender de forma ilegal é crime e, assim, como no Brasil, o governo norte-americano tem suas leis.

Desse modo, com uma ajuda especializada é possível fazer todo o processo dentro da lei e também entrar em programas como o SelectUSA, por exemplo, que é um iniciativa federal, estadual e municipal de apoio a quem quer abrir um negócio no país.

Além disso, como nos EUA cada estado tem sua legislação é necessário ter as informações e cumprir com as leis do estado em que você deseja empreender. O Despachante 55, pode te ajudar a abrir sua empresa nos Estados Unidos. 

Pois, desde 2015, temos auxiliado brasileiros residentes ou com algum vínculo nos Estados Unidos nos processos referentes à sua documentação, especialmente na renovação de passaportes e apostilamento de documentos americanos. 

Além de cuidarmos de todo o processo, prestamos assistência do início ao fim até termos certeza de que o documento solicitado já está nas mãos do nosso cliente.

Tudo isso, porque acreditamos que é possível lidar com a burocracia de forma fácil e descomplicada. Clique aqui e veja como podemos te ajudar a realizar esse sonho!

2- Valide sua ideia de negócio

Outro ponto importante para abrir sua empresa nos EUA é validar sua ideia de negócio. Pois, o objetivo de empreender é levar seu produto/serviço para o mercado e isso requer estudos e validação das ideias.

Desse modo, antes de começar o processo de abertura tenha uma estratégia clara de como será seu produto e como ele se encaixa no mercado. Além disso, defina quais são suas vantagens competitivas, em relação às empresas já estabelecidas nos Estados Unidos e procure saber sobre patentes.

3 – Escolha um tipo de empresa

Assim como no Brasil, nos Estados Unidos existem diferentes modalidades de empresas. Desse modo, validado a sua ideia e contando com a ajuda especializada de empresas de migração, defina qual tipo de empresa americana você irá abrir.

São elas: 

  • Sole Proprietorship (SP): esse modelo deve ser utilizado se a sua empresa que possui um único proprietário, sem sócios. Pois, nessa modalidade, não existe uma separação clara entre proprietário e negócio, sendo o dono da empresa responsável por todas as obrigações, inclusive do patrimônio, sem possibilidade de existir limitação.

  • General Partnerships (GP): essa modalidade deve ser utilizada para quem tem sócios, como o nome sugere. Ou seja, nesse tipo de empresa, a propriedade pode ser compartilhada, com divisão do aporte financeiro e responsabilidades.

  • Joint Ventures: nesse modelo de empresa a parceria é limitada e existe uma divisão percentual definida entre os sócios, o que reflete no poder de voto e decisões de cada parte do negócio.

  • Corporations ©: nessa modalidade empresarial, os potenciais acionistas investem recursos como capital social da empresa, mas não determinam o percentual das ações para cada investidor. Assim, o lucro é distribuído entre os acionistas após o período de um ano.

  • Limited Liability Companies (LLC): esse modelo representa empresas de capital fechado, em que os membros do negócio também possuem responsabilidade limitada ao valor não pago sobre as ações que os membros detêm.

  • Limited Liability Partnerships (LLP): nesse tipo de empresa, que é disponibilizado conforme lei estadual, existem regras especiais para estrangeiros. Ou seja, a Parceria de Responsabilidade Limitada é bastante utilizada pelos brasileiros nos EUA.

4- Entenda as especificações de visto

Outro ponto essencial na hora de abrir sua empresa nos Estados Unidos é o visto, pois, no país eles são divididos por categorias, como lazer, negócios, estudantes e outros.

Nesse sentido, para empreender é preciso ter ou tirar um visto da categoria B, que serve para visitas de negócio e de lazer e os de categoria L, para transferência de executivos com conhecimento especializado.

Vale lembrar também que, para empresas que vão se expandir para o território norte americano, o visto necessário é o L1, que é o de transferência de empresário. E, para tirar esse visto é preciso que o solicitante esteja na empresa brasileira há mais de um ano.

Agora, se o seu negócio estiver no plano das ideias, dá para empreender com o mesmo visto que você usa para viajar ou para fazer reuniões executivas, que são os vistos comuns, B1 ou B2.

Por outro lado, quem tem o tão desejado “green card”, documento de residência permanente em solo americano, também pode empreender. Para essa categoria, chamada de EB-5, é necessário investir 500 mil dólares em áreas prioritárias pré-estabelecidas ou 1 milhão de dólares em qualquer região.

Além disso, é necessário criar ao menos 10 empregos diretos no prazo de dois anos. Por isso, esse tipo de visto para empreender é o menos procurado, devido ao alto investimento. 

5 – Planeje-se financeiramente

Sim, como no Brasil, para abrir uma empresa nos EUA é necessário se planejar financeiramente, pois, em média, é necessário gastar cerca de US$500,00 a US$2.000,00 para abrir sua empresa. 

Ou seja, ter esse planejamento é o mínimo para manter seu negócio funcionando por algum tempo. Pois, sabe-se que uma empresa só começa a ter lucros após os primeiros anos de funcionamento.

Nesse sentido, para ter certeza do valor que você deve investir para empreender nos EUA, é necessário conferir as regras do estado que você deseja se inserir, pois as legislações e valores podem ser diferentes entre os estados.

Passo a passo para começar a empreender nos EUA

Para te ajudar a seguir todos os passos burocráticos, abaixo selecionamos a melhor ordem para começar a empreender nos Estados Unidos.

1°  passo: Passaporte válido 

Como falamos acima, um dos documentos exigidos para a abertura da empresa nos Estados Unidos é o passaporte. Desse modo, você deve apresentar seu passaporte brasileiro válido e com o tipo de visto certo para começar a abrir sua empresa em solo americano. 

2° passo: Escolha em qual estado você quer empreender 

Nos EUA os estados têm autonomia para criar suas leis, ou seja, o que vale para um estado pode não valer para outros. Assim, escolha qual será o estado no território norte-americano no qual você deseja abrir sua empresa e busque entender quais são as regras e legislações estabelecidas. 

3° passo: Tenha um agente registrado

Para abrir sua empresa, você irá precisar indicar uma pessoa física ou jurídica para ser o agente registrado que será formalmente responsável por receber correspondências jurídicas e estaduais da sua empresa. 

Desse modo, esse agente deve residir no estado em que você registrou seu negócio e ter disponibilidade para verificar e-mail e documentos que possam chegar.

4º passo: Qual tipo de empresa você irá abrir?

Como mostramos acima, nos EUA existem várias modalidades de empresas. Nesse sentido, escolha a que mais se adequa ao seu negócio e siga os processos de abertura de acordo com o modelo selecionado. 

5° passo: Registre a sua empresa e solicite o EIN

Para registrar a abertura da sua empresa é necessário solicitar o EIN Federal Employer Number, equivalente ao nosso CNPJ. Desse modo, você deve ir ao departamento do estado do endereço comercial da empresa no país e apresentar os documentos da empresa, além do endereço comercial e o Doing Business As (DBA), conhecido aqui no Brasil como nome fantasia.

Após análise do seu pedido, o número do EIN é fornecido pela Receita do Governo Federal (Internal Revenue Service).

6° passo: Abra uma conta em banco americano

Para ter uma empresa nos EUA , é necessário ser titular de uma conta bancária no país, para conseguir fazer movimentações. 

Assim, escolha um banco da sua confiança e faça os trâmites para obter sua conta. Como existem várias opções de abertura de conta online, basta ter os documentos necessários em mãos e em minutos sua conta está em funcionamento. 

7° passo: Garanta um Tax Collector’s Office (TCO) opu Sales Tax 

Se a sua empresa for vender produtos, antes de começar a funcionar, é necessário emitir um certificado de Sales Tax. Pois, esse certificado permite que você pague e cobre os devidos impostos sobre cada venda.

Além disso, com o TCO ou Sales Tax, sua empresa fica legal no país e não terá problemas com a Receita Federal deles.

Portanto, empreender nos EUA não é difícil e nem complicado, basta seguir as regras vigentes no país e contar com a ajuda de quem entende do assunto, como nós, do Despachante 55.

Clique aqui e veja como nós podemos te ajudar com a regularização de documentação internacional.

Que bom ver você por aqui!

Você está a poucos cliques de resolver o seu problema de documentação de uma vez por todas.

Preencha o formulário abaixo. Ao final, nossa equipe vai entrar em contato com você para darmos continuidade no atendimento.

Home

WhatsApp

Serviços

Busca